24 de novembro de 2014

Caso Sócrates.

Não gosto de falar de política, mas a verdade é que mais do que qualquer outro tema, este diz-nos respeito a todos de uma forma direta. Todos os meses desconto do meu ordenado (que tanta falta me faz!) taxas e mais sobretaxas que dizem alguns vão ajudar o país a sair do buraco em que se meteu. Eu não sei quem é o culpado, certamente que não há um só culpado mas que a justiça conseguiu surpreender-me e dar um primeiro passo isso não posso negar! Quem acreditaria há uns meses atrás se eu dissesse que um ex-primeiro ministro português ia estar neste momento em prisão preventiva? Ninguém! E sim, não sou daquelas que consideram o senhor um coitado e uma vítima indefesa no meio deste circo. Porque há mais que lá deveriam estar, acredito nisso mas... estar lá pelo menos um (para já) é uma luz no meio do caos em que vivemos há anos.

5 comentários:

  1. Mesmo! E eu hoje ainda dizia: vamos chegar ao final do dia e lá vai ele para casa. Acabei por ser surpreendida!

    ResponderEliminar
  2. Acho que devias colocar a hipotese de ele ser inocente, presumir a inocência.Eu também acho que ele é culpado, ele e muitos outros.
    Essa luz ao fundo do tunel que falas e que domina toda a opinião publica (onde me incluo) faz com que seja dificil existir um julgamento justo devido à sede de condenação.

    ResponderEliminar
  3. Eu também achei que ia ficar com termo de identidade e residência. Devem ter provas bem sólidas! Muito à custa desta gentalha, estou sem emprego pelo 3º ano consecutivo...

    ResponderEliminar
  4. FM tens toda a razão. Mas é mais forte do que eu pensar assim, e acredito que haja provas fortes para este filme ter-se desenrolado desta forma.

    Mas tens razão...

    E ires comentar os posts do senhor pai Natal? :D

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Três Quartos de Tudo © 2014-2016