13 de fevereiro de 2015

Enxoval do bebé. Listas: sling e marsúpio.

Há dois anos, quando nasceu o Diogo decidimos que além do carrinho devíamos investir noutro produto para transportar o bebé, algo mais prático e que nos deixasse de mãos livres. São diversas as situações que, por comodidade ou rapidez, não nos apetece estar a tirar o carrinho da mala do carro. Assim, na altura investimos no marsúpio da Chicco Go Black. Não é dos mais baratos (aprox 40-50€), mas revelou-se uma aposta ganha principalmente para o papá. Sim, foi o papá que mais andou com ele, que eu cá andava aflita das costas e o colocar e prender as fitas dava cabo de mim. Mas o papá usufruiu dele, e mesmo assim está novo. Ou seja, por vezes as coisas de boa qualidade são mesmo a melhor aposta. Por isso, já está lavado e pronto para o Dinis.

No entanto, nesta segunda gravidez pensei que além do marsúpio queria investir num sling para mim! Para o ter mais próximo, e aproveitar o meu príncipe mais pequenino, por exemplo enquanto brinco e passeio com o Diogo pela mão. Acho que mais do que na primeira gravidez, desta vez vou precisar de ter 4 mãos, e por isso se conseguir ter as mãos livres para mimar o Diogo, e  ter o Dinis sempre junto a mim, irei andar mais sossegada emocionalmente. E assim, depois de uma intensa pesquisa, muita leitura de comentários, opiniões, ... optei por um sling da Maria Café. Escolhi os dois tecidos, e posso comprovar que o sling ainda é mais bonito ao vivo. Forte, e de boa qualidade. Agora também ele, espera ansiosamente pela chegada do príncipe Dinis.
Espero adaptar-me!



Marsúpio: Chicco
Sling: Maria Café

9 comentários:

  1. Só quando o meu M nasceu é que experimentei um sling. Tinham me dito para fazer desta forma, pois há bebés que não gostam de andar no sling por se sentirem presos. Foi o caso do meu, que odiou! Aliás, nem quando o enrolava na manta - que diziam ajudar a acalmar - ele gostava. Era berreiro na certa! No entanto, acho bastante prático. Se o M tivesse gostado, acho que teria usado e abusado do sling. :)

    ResponderEliminar
  2. Acho uma excelente compra pois vais mesmo de precisar das mãos livres, é sempre melhor investimento na boa qualidade :)

    ResponderEliminar
  3. Camille eu espero bem que o Dinis goste!! A ver vamos! Depois partilho a bonança ou o pesadelo. lolol :)

    ResponderEliminar
  4. Parece que não, mas o tempo voa. Não tarda nada, já tens o Dinis nos teus braço. Ou no sling :)

    ResponderEliminar
  5. Quanto ele nasceu não tive nenhum, mas quando nasceu ela tive exactamente esse pensamento: adquirir um "kit mãos livres" para transportar a bebé pequenina e cuidar do bebé grande. Tenho o sling de argola da psicolor, super prático e para os passeios mais demorados que exigem mais conforto tenho um ergobaby lindo que adoro! A vantagem do de argolas (que anda sempre dentro da minha mala - ocupa zero espaço) é que, se for necessário, até o bebé grande com 15 kilos lá ponho dentro. É ultra resistente.

    ResponderEliminar
  6. STC obrigada pelas dicas! Vou ver esse de argolas! :)

    ResponderEliminar
  7. Há dias meti a Ema num sling como esse, da mesma marca. Ela também odiou :(

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Três Quartos de Tudo © 2014-2016