25 de setembro de 2015

Morder. Medos. Irmãos. Coração de mãe.

Hoje o dia vai ficar marcado. Sim, marcado na pele e no coração. Hoje foi o dia que o meu coração de mãe ficou pequenino, do tamanho da mais pequena ervilha que conseguirem imaginar. Sento-me confortavelmente com o Dinis ao colo, preparo-me para lhe dar mama e nesse instante, e sem tempo de reagir porque nunca na vida previa tal coisa, o Diogo vem, olha para mim e no segundo seguinte morde-me no braço. Isso mesmo, morde. Foi tão inesperado como doloroso que a minha reacção além do grito, foi dar-lhe automaticamente uma palmada na mão. Nunca na vida o tinha feito. Nunca.
Parou a olhar para mim, fez beicinho de choro mas não chorou e disse: "mamã tau tau". Repeti vezes sem conta que aquilo não se faz. E ele saiu e foi para perto da avó que estava noutra divisão. Eu fiquei ali, com o Dinis nos braços, de olhos arregalados a olhar-me. E nesse instante senti-me a pior mãe do mundo. Caramba, ciúmes são normais, mas isto? Fiquei tão, mas tão triste. Já para não falar que anda numa de não emprestar nada, que "tudo é do Diogo", arranca com força as coisas que o Dinis pega. Não o deixa estar deitado na cama dele, encostado às coisas dele, as festas e mimos que lhe faz são todas à bruta, o que faz com que eu acabe sempre por estar a dizer: "assim não", "no bebe tem de ser devagar", coisa que não queria fazer. Sei também, que está na fase do "meu", e de se achar o centro do mundo, mas ver isto, sentir isto dói de uma forma, que nem sei expressar. O que mais desejo no mundo é que os dois sejam felizes e amigos, mais do que amigos. Cúmplices. Acho que está a começar o (ou um dos) maior(es) desafio(s) que vou encarar como mãe, ensinar o que é ter um irmão. Ser irmão.
Vamos a ele.

10 comentários:

  1. É normal as crianças nessa idade terem imensos ciúmes e quererem tudo só para eles. Mas é só uma fase vais ver! Quando crescerem mais um bocadinho vão tornar-se os melhores amigos, podes ter a certeza! Tens de ter muita força nestas fases mais complicadas.

    Beijinho, Beauty Queen

    ResponderEliminar
  2. A minha experiência como mãe é zero, como sabes, mas diria que é compreensível que o Diogo passe por essa fase, depois de ter tido os mimos todos em exclusivo só para ele durante muito tempo.
    O meu irmão (mais velho) é mais velho do que eu 2 anos e meio e também não reagiu muito bem quando eu nasci, regrediu em algumas coisas, até começou a gaguejar, mas passou, tudo passa, e vão com certeza ser grandes amigos, sim =).

    ResponderEliminar
  3. temos de ter paciência, eles ainda são tão pequenos...mas acredita que com o tempo hão de ser os melhores amigos.

    ResponderEliminar
  4. Percebo perfeitamente que custe mas acredita que ele precisa que esse sentimento seja acolhido. Nós temos tendência a aplaudir os bons gestos (os beijinhos e abracinhos nos irmãos) mas quando eles mostram o outro lado, que também existe porque são humanos, por norma não damos espaço para compreender. Compreender não é o mesmo que deixar fazer tudo, obviamente que não podemos permitir que nos magoem. Mas podemos transmitir que percebemos a frustração. Com essa idade ele só sabe manifestar desagrado dessa forma, é a maneira dele se expressar. Se tentamos logo abafar isso, se apenas reprovamos sem conversar com eles calmamente, o que acontece é o efeito contrário, ou seja, ele até pode parar de fazer essas coisas mas no interior dele a revolta e o desejo das fantasias negativas aumentam, acabando por se manifestar mais tarde de outras formas. Não tenhas pressa que eles seja os melhores amigos, isso acontecerá naturalmente. Se for forçado, então é a rivalidade que tem mais probabilidade de imperar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo e não conseguiria dizer melhor.

      Eliminar
  5. Oh caramba, acredito que não tenha sido fácil. Vais ver que é mesmo uma fase. Foi só um dia mau. Xi coração

    ResponderEliminar
  6. O Diogo está a precisar de mimo a sós.
    De se sentir filho único nalgum momento do dia.
    Precisa que a mãe ou o pai estejam a sós com ele e o façam sentir o príncipe mais importante do mundo.
    Vais ver que com isso os ciúmes passam.
    Ainda hoje aos 11 anos a minha mais velha fica parada a olhar quando dou mimos aos mais novos. Tenho de lhe perguntar se não quer também mimos para ela vir logo acorrer!

    Um grande beijinho e muita calma!
    Paula

    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
  7. O T. também está na fase do "é tudo meu", do é tudo ELE, não empresta nada, não quer partilhar brincadeiras e não tem nenhum irmão... É uma fase, faz parte do crescimento deles. Vais ver que tudo melhora. Eles têm uma diferença de idades tão pequena que vais ver que não tarda mais do que irmãos, serão amigos inseparáveis

    ResponderEliminar
  8. Tenta ter calma. Os ciúmes são normais e por causa deles, o Diogo pode ter as mais diversas reações. Não te sintas a pior mãe do mundo, reagiste num impulso, eu provavelmente teria reagido da mesma forma... Vais ver que é só uma fase e conseguirás lidar com ela da melhor forma... E no final os teus filhos vão ser grandes amigos e cúmplices. :)

    Beijo ♥

    ResponderEliminar
  9. eu quando era pequenina tinha tantos mas tantos ciumes do meu rmão, fazia-lhe tanto mal e hoje não vivo sem ele. Foi o melhor que os meus pais me deram :) é uma fase, vais ver

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Três Quartos de Tudo © 2014-2016