29 de maio de 2018

Oh páaaa!! | Eutanásia.

Confesso que esta questão da eutanásia é para mim ainda complicada, pois ainda não me sinto informada o suficiente para ter uma opinião fundamentada. Mas isto?! Onde estava o cérebro desta gente quando fez este cartaz? Velhinhos??! Really?!


10 comentários:

  1. Eu nem sei que dizer desse cartaz. Com franqueza. Para mim, é bastante simples. Qualquer pessoa devia ter poder de decisão sobre a sua própria vida. Sejam velhos ou novos, se estiverem num estado de saúde irreversível e na plena posse das suas faculdades, deve poder decidir se quer ou não prolongar o sofrimento. Quem somos nós para decidir que X pessoa deve viver mais tempo do que deseja? "Não matem os velhinhos"? Mas qual matar, qual carapuça? Mas quando é que as pessoas vão entender que a eutanásia não é para limpar os velhos, os doentes, os deficientes da face da terra? Ninguém vai matar ninguém! Vamos apenas dar a escolha às pessoas sobre a sua própria vida. Não é porque a eutanásia é despenalizada que vamos desatar a matar toda a gente, certo?? E também ninguém é obrigado a ser eutanasiado, é uma ESCOLHA.

    ResponderEliminar
  2. Eu sei, que não é tema para uma pessoa rir, mas eu fi-lo ao ver esse cartz absolutamente ridículo.

    A eutanásia é um assunto que merece ser discutido e elaborado, por favor, sem as parvoíces habituais das pessoas de boa-vontade.

    ResponderEliminar
  3. Sabes como profissional de saúde este tema mexe bastante comigo. Claramente estas pessoas não sabem o que significa a eutanásia. Velhinhos? Então mas a eutanásia é só considerada em velhinhos? Quantos jovens, e por jovens digo também pessoas com 40 anos, estão confinados a uma cama dia após dia, a serem alimentados por sonda, sem qualquer reação perante nada, a sofrerem - sim, a sofrerem porque imaginem-se numa cama 24h por 24h sem qualquer movimento -, sem poderem comunicar qualquer desconforto que têm, quantas pessoas assim vivem? Vivem..? Isto é viver?
    Mas sabes... acho que o que era preciso era essas pessoas passarem 1 semana numa Medicina num hospital ou então numa Unidade de Cuidados Continuados!

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderEliminar
  4. Para mim esse cartaz é feito por ignorantes e não estou a falar do lado pejorativo da palavra. Eu tenho uma ideia muito bem formada sobre eutanásia. Para mim a Eutanásia é um acto de amor. Adoro viver, quero aproveitar a vida ao máximo, mas quero viver com dignidade até ao fim. E todos devíamos ter a opção de morrer com dignidade. É claro que tem que existir regras e não podemos tornar a eutanásia numa banalidade, mas há tantos caso em que a eutanásia seria o maior gesto de amor...

    ResponderEliminar
  5. Essa miúda de inteligência deve ter pouco coitadinha.

    ResponderEliminar
  6. Pois... já leste a minha opinião? Vê lá a transcrição que fiz ;). Bjs

    ResponderEliminar
  7. Este é o resultado da falta de conhecimento sobre o tema. Antes de tomar qualquer decisão, deveriam informar corretamente a população, sobretudo aqueles que ainda não têm internet para fazer as suas próprias pesquisas, ou que não sabem a quem podem perguntar sobre o assunto. Nem sempre os telejornais informam tudo, porque há um tempo de antena a ser cumprido, e o que é dito fica pela metade... Enfim, isto dá pano para mangas, mas a informação, o esclarecimento, devia estar em primeiro lugar, para as pessoas não saírem à rua a dizer disparates...

    :)

    ResponderEliminar
  8. É por isso que, antes de ser contra ou a favor da eutanásia eu sou absolutamente contra o referendo.
    Este e qualquer outro!

    ResponderEliminar
  9. Amo o teu Porto também
    De onde meus ancestrais
    Vieram e atracaram em cais
    Do Rio de Janeiro - e bem.

    Faz muito tempo e convém
    Lembrar, pois somos mortais
    E a história nunca é a mais
    É vida e é amor do além.

    Gosto demais do teu Porto
    Já estive lá ao conforto
    Dos tempos de hoje - o presente.

    Difícil era antigamente
    Em que seu povo valente
    Lutou até quase morto.

    Sou a favor da liberdade de pensamento. Se realmente no fim da vida o paciente quiser aliviar seu sofrimento da vida artificial através de aparelhos, é decisão dele. Belíssimo o teu espaço. Dê uma passada no meu. Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
  10. Concordo... E quanto à imagem: omg.
    O desconhecimento profundo sobre os assuntos é das coisas mais assustadora nos dias de hoje. Estas partilhas são sempre úteis :) beijinhos

    ResponderEliminar

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Três Quartos de Tudo © 2014-2016