30 de março de 2018

Viajar com crianças. Polónia: Wroclaw (ou Breslávia). Parte 2.

Wroclaw cresceu à volta de várias pequenas ilhas todas unidas por pontes. Acreditam que existem mais de 100 pontes?! Algumas são verdadeiras obras primas, e na sua maioria são pedonais. A minha preferida é a ponte Tumski, que liga as ilhas do Sal e da Catedral. É feita em ferro e está repleta de cadeados deixados por jovens apaixonados. As igrejas, os seminários e a arte religiosa também estão por toda a parte nesta cidade. 



 
Mas uma das atrações principais de Wroclaw é a Praça do Mercado. É enorme, e fica apenas a perder (em termos de área) para a Praça da cidade de Cracóvia. É repleta de coloridos prédios estreitos, todos alinhados. Aqui existem imensos restaurantes, cafés, lojas e lojinhas. Aqui fica, também o fascinante edifício da câmara municipal! Ao lado temos mais uma praça onde se situa o mercado das flores.





É apaixonante passear a pé nesta cidade. E a comida? Sopas e pierogi’s são dos pratos mais típicos. Há para todos os gostos e sabores! A não perder!





(continua...)

26 de março de 2018

Caixas de comentários.

Há caixas de comentários e depois há "AS" caixas de comentários dos post's da Pipoca. As deste post, "blog-meu-blog-meu-havera-comentador_23" mete medo!
Há gente muito, muito doente e traumatizada.

24 de março de 2018

Viajar com crianças. Polónia: Wroclaw (ou Breslávia). Parte 1.

Esta foi a minha segunda visita à cidade de Wroclaw na Polónia, mas a primeira com neve! No verão a temperatura desta cidade é muito semelhante à nossa, sendo muitas vezes quentinha e agradável mas no inverno é muito fria! 
Ao longo dos posts que irei fazer sobre esta cidade vou partilhar fotos desta minha viagem assim como da viagem que fiz em abril de 2011 (as datas das fotos estarão devidamente assinaladas). Uma vez que as paisagens com neve e com sol são completamente distintas! 
Mas bem, no dia da nossa chegada (março de 2018) fomos brindados com um nevão como nunca na vida tinha visto. O Diogo, que nunca tinha visto neve, delirou! E a verdade é que eu também! 

março 2018

março 2018

março 2018

março 2018

Esta cidade polaca fica a 350 km de Varsóvia e a 270 km de Cracóvia. É a terceira cidade polaca mais conhecida e para mim uma das mais simpáticas e bonitas de se visitar com crianças. Como toda a Polónia, Wroclaw é uma cidade cheia de história e que sofreu bastante com a segunda guerra mundial. Deve ser das cidades da europa que já teve mais nomes, devido às suas diferentes ocupações. Breslau, é o nome alemão desta cidade. Wroclaw é o nome polaco. Breslávia deriva do latim. Apesar da história pesada, Wroclaw soube reinventar-se e hoje é uma das cidades polacas mais dinâmicas.

março 2018

março 2018

março 2018

É uma cidade com uma rede de transportes muito boa mas onde é super fácil andar a pé. É conhecida pelas suas universidades, e pela sua jovem população que está a fazer da cidade um centro muito interessante e diversificado. É uma cidade nova, cosmopolita e ao mesmo tempo cheia de história.

abril 2011

abril 2011

abril 2011

abril 2011

abril 2011

abril 2011
abril 2011

(continua...)

21 de março de 2018

A cidade de Wroclaw. Polónia.

Já estamos por terras portuguesas e trouxemos o coração cheio. A Polónia não pára de me surpreender e cada vez mais, ganha um cantinho especial no meu coração. Depois de uma breve passagem por Cracóvia viajamos até à surpreendente cidade de Wroclaw (ou Breslávia). Esta é a cidade do meu irmão, e a verdade é que a cada regresso mais me surpreende. Wroclaw, desta vez, recebeu-nos com um lindo manto branco. Não sei se já vos falei desta cidade mas é uma das mais bonitas e simpáticas que já conheci. É uma cidade linda e onde é muito fácil conhecê-la com crianças. Fica já prometido um post sobre esta cidade que merece, sem dúvida, uma visita. 
Agora, e para registo futuro, ficam algumas das fotos do nevão que nos acolheu quando chegamos e que maravilhou o meu Diogo. ♥










16 de março de 2018

Polónia... aqui vamos nós!!

Prevejo uns próximos dias gelados, mas felizes. Prevejo uns dias repletos de descobertas e aventuras mas também de muitas, muitas saudades. A ver vamos como é que nos safamos por terras polacas: eu e o meu Diogo. Boa viagem para nós, sim? 
Ah, e nos próximos dias podem acompanhar-nos por aqui, pelo meu tão adorado instagram.

12 de março de 2018

Viagens e maternidade.

Como partilhei aqui fui tia em novembro. O meu irmão foi papá e eu, vou finalmente conhecer o pequeno príncipe polaco de olhos azuis. Nos auge dos seus 4 meses vai agora receber mimo e colo aqui da tia. Finalmente! Sim, no final desta semana faço a primeira viagem do ano em família. Mas esta viagem vai ser diferente de todas as outras, não vamos os quatro cá de casa, vou apenas eu e o meu príncipe mais velho. Por motivos vários a minha pessoa (a minha cara metade e a pessoa que mais falta me faz) e o meu príncipe mais pequenino, desta vez, ficam (mas a viagem a 4 já está agendada e mais do que pensada lá para o verão!). 
Mas agora tenho de me mentalizar que esta vai ser uma viagem a dois e não a quatro. Porém estou para aqui num misto de emoções que nem vos digo nada, por um lado super empolgada por ir e proporcionar ao Diogo uma viagem de filho único que espero que seja fascinante. Por outro lado, deixar o meu mais novo está a deixar-me de coração pequenino. Nunca pensei que custasse tanto esta separação. Mãe sofre, caramba.

8 de março de 2018

8.março

Dia internacional da mulher. Para mim este dia, também, marca o dia em que saí oficialmente de casa dos meus pais e fui viver sozinha. Faz 8 anos hoje. Tinha acabado de fazer 30 anos, e depois de vários impasses resolvi que este dia era um bom dia para, definitivamente, ter o meu tempo e o meu espaço. Gosto de números, gosto de datas e este dia internacional da mulher pareceu-me perfeito para esta mudança. Foi há 8 anos. E parece que foi ontem. 

4 de março de 2018

Hoje o dia é meu.


Trinta e oito anos. 38. Não sei bem como é que isto é possível, pois sinto-me uma miúda. Uma miúda sedenta por descobrir o mundo, por encontrar o seu espaço. Sinto que ainda tenho tanto para aprender, para explorar, para encontrar, para dar. Mas hoje, e em jeito de balanço, sei que tenho é de agradecer. Agradecer muito por tudo que tenho. ♥

Design, coding and theme by Ana Garcês.
Três Quartos de Tudo © 2014-2016